Pioneira em Vídeos 360 e Realidade Virtual

Home Pioneira em Vídeos 360 e Realidade Virtual

ACasa Mais 360 faz parte da história de produção de vídeos 360 e Realidade Virtual do Brasil. Liderada por Fábio Costa e sua valiosa equipe, superou um mercado ainda carente de alternativas para a publicação de conteúdo em 360 graus.

O primeiro grande passo foi a concretização de parcerias estratégicas com empresas internacionais que estavam começando a desenvolver softwares e equipamentos para a produção de conteúdo 360. Com uma equipe encorajada a enfrentar desafios, desenvolveu uma plataforma específica para filmagem e exibição de vídeos.

Diante do desconhecimento sobre a tecnologia, a produção de aniversário, eventos matrimoniais, feiras e eventos foram os primeiros trabalhos realizados. Mas foi com o primeiro grande case publicitário utilizando de vídeos 360 do Brasil que a empresa começou a despontar.

Desde então, vem realizando projetos para grandes companhias multinacionais que acreditam na produção de videos em 360 e veem a realidade virtual como uma grande aposta para o futuro da produção de conteúdo.

Embora a evolução tecnológica aconteça de maneira surpreendente, a Casa Mais 360 sempre esteve preparada para acompanhar as novidades do exterior e popularizar a tecnologia entre os brasileiros. Conheça a nossa história:

2011

Foi em uma das suas viagens para o exterior, realizadas em meados de 2011, que o fundador do Grupo Casa Mais, Fábio Costa, conheceu a tecnologia que viria revolucionar a comunicação em vídeo.

Em visita a um PUB australiano se deparou com um cinegrafista registrando o ambiente com várias lentes acopladas em um cubo. Embora tivesse experiência em produção de fotos e vídeos, o equipamento lhe causou curiosidade, chamando especialmente atenção pelo seu tamanho e câmeras coligadas. Quando foi conversar com o responsável teve uma surpresa: ele não estava fazendo um tour virtual, mas sim uma produção de vídeos em 360 graus.

Costa ficou tão entusiasmado que logo quis saber mais sobre esse equipamento para viabilizar esse tipo de projeto no Brasil. Entretanto,  foi surpreendido ao descobrir que o cubo com várias câmeras custava mais de 30 mil dólares. Nem vendendo o seu carro particular daria para comprar tal equipamento, um dos primeiros lançados no marcado. Na época, para se ter uma ideia da evolução tecnológica, ainda estava ocorrendo o primeiro boom das câmeras digitais compactas, que aqueciam o mercado de consumo de massa.

Modelo de câmera da Sony custava em média 30 mil dólares
Modelo de câmera da Sony custava em média 30 mil dólares
Lâmpada espelhada para filmagem 360
Lâmpada espelhada para filmagem 360

De volta ao Brasil, juntou a equipe do Grupo Casa Mais, agência de publicidade que acabara de fundar, e passou a estudar alternativas para a captação de vídeos em 360 graus. Pensaram, de início, utilizar câmeras convencionais e filmar com uma lâmpada espelhada, tentando assim refletir todo o ambiente. Mas depois de vários testes, verificaram que a qualidade ficava muito abaixo do esperado para vídeos profissionais.

Esperançosos de que a tecnologia mudaria a forma de produzir conteúdo, a equipe começou a fazer contatos com empresários internacionais que estavam começando a engatinhar nesse mercado e também viam esse futuro proeminente para a produção de vídeos 360.

Após fechar o primeiro acordo, a equipe passou a viabilizar o projeto em São Paulo. Eis que surgiram outras dúvidas: como publicar os vídeos 360? Em quais plataformas?

Não era só o equipamento de captação que estava restrito, as grandes empresas estavam começando a viabilizar soluções para exibição de vídeos nesse formato. De imediato, a solução foi encontrada junto a equipe de TI.

Depois de vários testes e softwares criados, chegaram a uma plataforma ideal em Adobe Flash Player. Infelizmente o programa possuía um grande empecilho, pois não era acessível para dispositivos portáteis tais como: celulares e tablets; e as pessoas precisariam instalar o software em seus notebooks e PCs para conseguir interagir com o vídeo 360.

Umas das primeiras câmeras 360 graus
Umas das primeiras câmeras 360 graus
Criação da marca Casa Mais 360 em 2012
Criação da marca Casa Mais 360 em 2012

2012

Com o player pronto, passaram a desenvolver roteiros e gravaram algumas cenas de vídeo 360 para a criação de um teaser. Após lançamento do site em 2012, não perderam tempo e começaram a divulgar os primeiros anúncios no Facebook para disseminar ao mercado o novo serviço que acabava de chegar a São Paulo.

Foi assim que surgiu a Casa Mais 360, primeiro como um braço do Grupo Casa Mais, depois ganhando fôlego e assumindo sozinha projetos independentes do um mercado de vídeos em ascensão.

Infelizmente, depois de prospectar várias empresas para apresentarem esse novo serviço, não obtiveram sucesso. Os executivos não entendiam a perspectiva da tecnologia e como ela poderia agregar para as marcas de suas empresas. A maioria dos diretores de marketing achavam que os vídeos 360 eram semelhantes ao tour virtual de fotos já existentes no mercado.

“Por esse motivo, começamos a filmar os casamentos em 360 graus, uma ideia genial, pois os noivos poderiam guardar como recordação em um DVD e não perder nenhum detalhe de seu casamento. Poderiam ver a reação de todos em sua volta: noivos, padrinhos, convidados”, explica o CEO. Foram realizados diversos casamentos em vídeos 360, inclusive de artistas famosos como o sertanejo Belutti, da dupla Marcos & Belutti, e do humorista Rodrigo Scarpa, conhecido como repórter Vesgo no programa do Pânico na TV.

Casamento do Vesgo publicado no portal Inesquecível Casamento, onde foi utilizado o primeiro player criado pela equipe do Grupo Casa Mais.
Confira o casamento do Vesgo publicado no portal Inesquecível Casamento, onde foi utilizado o primeiro player criado pela equipe do Grupo Casa Mais.
Confira a formatura da Escola Politécnica da USP, feito em uma parceria com a Cena5, do Grupo Amaral.
Confira a formatura da Escola Politécnica da USP, feito em uma parceria com a Cena5, do Grupo Amaral.

2013

Depois de ganhar nome e conseguir projeção na gravação de casamentos, a Casa Mais 360 realizou diversas parcerias com fornecedores do setor e passou a realizar eventos semelhantes como: aniversários, festas de debutante e bodas de casamento. Sua atuação também se estendeu na produção de vídeos 360 para formaturas de faculdades como: USP, ESPM, GV, MACKENZIE, PUC, FAAP, entre outras.

O ano foi bastante promissor e a agência fez o primeiro grande case do Brasil com a utilização de vídeos 360. Filmou todos os bastidores do time da Portuguesa no final do Campeonato Brasileiro da série B. Para a campanha, foi criado um hot-site e os torcedores puderam sentir a real sensação de estar na pele de cada jogador. Foram produzidas cenas dos atletas na concentração do hotel, rezando nos vestiários, aquecimento antes do jogo e fazendo a festa com a torcida nas arquibancadas.

O hot-site teve mais de 30 mil acessos apenas no primeiro dia e viralizou nas redes sociais. Confira a matéria publicada na Máquina do Esporte sobre o primeiro case de vídeo 360 do país.

A partir disso, a agência ficou cada vez mais conhecida e passou a ganhar notoriedade na produção de vídeos 360. Em busca de constante qualidade e desempenho dos vídeos, Fabio Costa fechou uma parceria com Michael Kintner, CEO da 360 Heros, hoje conhecida como 360Rize. Eles começaram a criar protótipos de suportes para acoplar várias GoPros em um rig para fazer vídeos 360 e assim conseguir uma produção de alta qualidade.

Através de uma parceria bem-sucedida com a GoPro que Fábio Costa conseguiu sair na frente para testar os novos equipamentos desenvolvidos. O CEO conseguiu garantir para a agência a aquisição de uma nova aparelhagem com 6 GoPros 3 Black Edition. A partir de então os vídeos ficaram com qualidade inigualável, com nítida diferença para as produções anteriores.

Primeiro case de sucesso com vídeos 360
Primeiro case de sucesso com vídeos 360
Aparelhagem com 6 GoPros 3 Black Edition
Rig com 6 GoPros 3 Black Edition

2015

O mercado ainda estava carente de alternativas para a publicação de conteúdo. Em maio de 2015, quando o Youtube passou a aceitar em sua plataforma vídeos 360, a tecnologia começou a explodir e com elas surgiram diversas produtoras de vídeos independentes.

O Google também já havia anunciado a criação do Google Cardboard, óculos de papelão por onde as pessoas já conseguiam assistir os conteúdos de Realidade Virtual. Passando alguns meses após o anuncio do Youtube, em setembro de 2015, o Facebook também entrou nessa onda e passou a aceitar vídeos 360 em sua timeline.

A corrida tinha dado início e grandes fabricantes de dispositivos móveis também entraram de cabeça nesse universo de Realidade Virtual. Foi o momento certo para a Casa Mais 360 voltar a conversar com as empresas e vender esses serviços tão inovadores.

2017

A partir de então, a agência passou a produzir vídeos 360 e ativações de Realidade Virtual para multinacionais de diversos setores como: Itaú, Bayer, Ford, Instituto Neymar Jr, Grupo Technos, Editora Abril, Eurofarma, entre outros.

Hoje conta com mais de 80 trabalhos realizados nesses 5 anos de agência e sempre com uma equipe que busca excelência nas gravações de vídeos VR e efetividade em todas as suas campanhas de Realidade Virtual criadas para os seus clientes.

A tecnologia muda rápido, a Casa Mais 360 está de cara nova e sempre estará antenada nas mudanças para trazer o que há de melhor para o Brasil.

Nova identidade visual
Nova identidade visual